Diretoria da Vale sabia de problemas, diz gerente

Por Metro Jornal BH

Um dos gerentes da Vale afirmou às autoridades que a diretoria executiva da mineradora sabia sobre os problemas de segurança na barragem da mina do córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). As informações são da colunista Mônica Bergamo, da BandNews. O funcionário, que não teve a identidade revelada, discutiu o tema com superiores e afirmou que a cúpula estava ciente sobre um decréscimo no nível de segurança. Essa é a primeira vez que um depoimento aponta para os diretores da Vale.

A suspeita já havia sido levantada no início do mês, quando a Polícia Federal identificou, em e-mails trocados por funcionários da Vale e da consultoria alemã Tüv Süd, que a mineradora estava ciente de problemas com sensores da barragem dois dias antes do rompimento que matou 180 pessoas e deixou 130 desaparecidos, conforme o Corpo de Bombeiros. As informações constam no depoimento do coordenador de projetos da Tüv Süd Makoto Namba.

No dia 15, oito funcionários da Vale (quatro gerentes e quatro técnicos) foram presos temporariamente suspeitos de responsabilidade pelo rompimento da barragem.

Outro lado

A Vale afirmou que não existe nos depoimentos dos gerentes da companhia nenhuma referência a “decréscimo de segurança” nem declarações de que a diretoria executiva da empresa tivesse recebido informações sugerindo a existência de riscos iminentes. “Conforme já esclarecido para as autoridades, a chamada ‘zona de atenção’ constante de relatórios técnicos não representa risco iminente de rompimento.”  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo