Hospital da Vila Luzita, em Santo André, nem foi aberto e será demolido

Por Cadu Proieti/Metro ABC

Com obras iniciadas em 2011 que até hoje não foram finalizadas, o Hospital da Vila Luzita, em Santo André, chamado de Hospital do Idoso pelo atual governo municipal, não será instalado na estrutura em construção, na avenida São Bernardo do Campo com a rua dos Cocais.

Leia mais:
Audiência pública em Santo André vai discutir falta d’água no município
Empresas não se interessam em duplicar viaduto Adib Chammas, em Santo André

A prefeitura anunciou na quarta-feira (20) que o Ministério da Saúde irá repassar R$ 7 milhões para que o município conclua o projeto e que a verba será investida em “um novo local”, em terreno próximo ao imóvel inacabado. Segundo o governo, a nova área ainda está em definição. “[O equipamento] Será construído do zero”, diz nota da administração municipal.

A gestão de Paulinho Serra (PSDB) alega que, no último mês de novembro, forte chuva que atingiu a cidade comprometeu estruturalmente parte do prédio em obras. “Após análises técnicas, foi definido que este local não seria o mais apropriado para ter as obras retomadas, sendo, portanto, um desperdício de recursos públicos continuar a investir na construção deste equipamento de saúde naquela área”, justifica a prefeitura em nota.

Ao jornal “Diário do Grande ABC”, Paulinho disse que o edifício será demolido e transformado em estacionamento do PA (Pronto-Atendimento) Vila Luzita, que fica ao lado do prédio e deve ser transformado em UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Iniciado em 2011, pelo então prefeito Aidan Ravin (antes do PTB, hoje no Podemos), o projeto tinha como previsão inicial de entrega o primeiro trimestre de 2012, mas sofreu com paralisações na obra. Em abril do ano passado, a atual gestão chegou a anunciar a retomada dos serviços, mas a obra, aparentemente, não teve muita evolução.

O custo estimado inicialmente também aumentou: orçado em R$ 3,5 milhões, o hospital custará agora R$ 7 milhões. A reportagem questionou a prefeitura sobre quanto já foi investido no prédio que deve ser demolido, mas o governo não divulgou tal informação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo