Sindicato dos Metalúrgicos do ABC promete cobrar posição da Ford sobre demissões

Por Metro Jornal

Após o anúncio da Ford sobre a intenção de fechar a fábrica da montadora em São Bernardo do Campo, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, disse que os trabalhadores receberam o anúncio do fechamento da fábrica com indignação e revolta. “Não aceitamos esse anúncio e vamos fazer a luta necessária para reverter essa decisão”, disse em vídeo divulgado pelo sindicato.

Santana disse que em janeiro a entidade havia solicitado à montadora uma reunião para discutir investimentos e o futuro da planta, conforme havia sido previsto no acordo coletivo da categoria, mas não foram recebidos.

Santana prometeu mobilizar a categoria para enfrentar a demissão dos quase 3 mil funcionários diretos da fábrica.

Veja o vídeo:

Presidente do SMABC fala sobre anúncio de fechamento da Ford em São Bernardo do Campo

ANÚNCIO DO PRESIDENTE DO SINDICATO, WAGNER SANTANAA Ford Motor Company anunciou na tarde desta terça-feira (19/02) o encerramento de suas atividades em São Bernardo. O informe foi dado pelo presidente da Ford Brasil, Lyle Watters, e pelo vice-presidente Rogélio Goldfarb, em reunião com a direção do Sindicato. O encontro havia sido solicitado pelos Metalúrgicos do ABC para a discussão de investimentos e o futuro da planta. Em janeiro o Sindicato iniciou uma mobilização com os trabalhadores, para cobrar esses investimentos, previstos em acordo coletivo. Uma coisa é certa: não vamos aceitar passivamente esta decisão. São cerca de 3 mil empregos diretos e mais uma quantidade enorme de empregos indiretos. Vamos à luta.*** Os trabalhadores foram orientados pelo Sindicato a voltarem para suas casas e só retornarem à fábrica na terça-feira (26/02), quando haverá assembleia às 06h30, na portaria 18.

Posted by Sindicato dos Metalúrgicos do ABC on Tuesday, February 19, 2019

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo