PM reforça patrulhamento na avenida Jacu Pêssego após denúncias de arrastões

Por Rádio Bandeirantes

A Polícia Militar afirmou nesta terça-feira (19) que reforçou o patrulhamento na avenida Jacu Pêssego, na zona leste, após uma queda de barreira no sábado (16).

O advogado Elcio Carlos de Gouveia teve o para-brisa do carro quebrado quando passava por debaixo de um viaduto, no último domingo. O vidro foi estilhaçado, mas o motorista continuou dirigindo para evitar um assalto. Ele estava sozinho no carro e não se machucou. Em seguida, acionou a Polícia Militar pelo 190, mas não sabe o que aconteceu depois.

O afunilamento do trânsito causado pela queda de barreira no sentido Ayrton Senna agravou uma situação já comum na região. Gouveia diz que já presenciou quatro arrastões na região, um deles há cerca de um ano.

Leia mais:
Homem que espancou mãe de Rayron Gracie tem registro de agressão contra o irmão
Seguro de carro no ABC é 46% mais caro que em SP

O comandante do policiamento na região, tenente-coronel Rogério Caramit Gomes, confirma que a área é sensível. Segundo ele, a Polícia Militar reforçou a patrulha por motocicletas após a queda de barreira que prejudicou o trânsito na Avenida Jacu Pêssego.

Diferente do que disse o ouvinte, o comandante do 38º Batalhão de Polícia Militar afirmou que não foi registrada nenhuma ocorrência do tipo no domingo. A Prefeitura de São Paulo afirmou que a avenida foi totalmente liberada na segunda (18).

Veja a íntegra da nota da Secretaria da Segurança Pública:
A Polícia Militar reforçou e reorientou o policiamento na Avenida Jacu Pêssego para coibir os crimes patrimoniais, em especial os roubos de veículo. O patrulhamento na região é realizado pelo 38º BPM/M, por meio de diversos programas de policiamento, como Força Tática, Rocam e Radiopatrulhamento. O 53º DP (Parque do Carmo) coordena operações na região com o objetivo de identificar os pontos de comércio de peças irregulares de veículos e combater a receptação. Em 2018, as ações integradas resultaram na recuperação de 620 veículos e na prisão de 1.621 pessoas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo