Cidade de São Paulo registra 201 casos de dengue neste ano

Por Metro Jornal

Até a última terça-feira (12/2), a Secretaria Municipal da Saúde havia registrado 201 casos de dengue na cidade no ano. O número leva a uma média de quase cinco (4,7) novos casos por dia na cidade e equivale a 35% do total de 563 registros da doença em 2018.

De acordo com a pasta, nenhum dos casos é do tipo 2 do vírus da dengue, para o qual há situação de alerta no estado especialmente com o aumento de casos na região noroeste paulista.

Na última epidemia da doença na capital, em 2015 e 2016, os pacientes tiveram dengue provocada pelos tipos 1 e 3 do vírus.

Quando uma pessoa é infectada por um dos quatro tipos de vírus da dengue, ela fica imunizada contra ele, mas pode pegar a doença novamente se for infectada por outro dos tipos de vírus. E, nesse caso, a tendência é que ela se manifeste de forma mais grave.

Por isso, a possibilidade da entrada de outro tipo de vírus na cidade preocupa. O infectologista e professor da Faculdade de Medicina da USP Ésper Kallás explica que o fato de o tipo 2 ser novo para os paulistas permite que ele atinja mais pessoas.

Para evitar a dengue, a melhor maneira é evitar a formação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus. Qualquer recipiente que possa acumular água parada é usado pela fêmea do inseto para depositar suas larvas, que levam uma semana para eclodir.    

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo