Paisagista espancada em casa deve deixar UTI ainda nesta segunda

Por Agência Brasil

A paisagista Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, deve deixar hoje (18) a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Casa de Portugal, no Rio de Janeiro. Elaine foi brutalmente espancada em seu próprio apartamento, na Barra da Tijuca, por Vinicius Batista Serra, que foi preso em flagrante.

Segundo boletim médico divulgado pelo hospital, Elaine apresenta parâmetros clínicos laboratoriais com boa evolução. A paisagista encontra-se estável e permanece em observação.

O crime foi registrado na 16ª Delegacia de Polícia (Barra da Tijuca), onde o caso está sendo tratado como tentativa de feminicídio.

Já no hospital, a vítima gravou vídeos em que narra como os fatos ocorreram. Elaine contou que Vinicius pediu que ela deitasse em seu ombro, para que eles dormissem abraçados. Depois, a paisagista conta que acordou com os golpes do agressor, que desferiu inúmeros socos contra o seu rosto e gritou xingamentos. Vinicius ainda atirou Elaine no chão e a atacou com mordidas. Elaine conseguiu gritar por socorro e e foi ouvida por vizinhos e funcionários do condomínio em que mora.

A agressão deixou o rosto de Elaine desfigurado, além de hematomas e ferimentos pelo corpo. Fotos publicadas pela lutadora Kyra Gracie, que é parente de Elaine, mostram a gravidade dos golpes desferidos contra a vítima. "A gente nunca acha que pode chegar tão perto de nós. É uma sensação horrível, de aperto no peito, mãos atadas…", desabafou a lutadora, que também postou fotos do agressor.

Rayron Gracie, filho da vítima, postou uma foto com a mãe nas redes sociais e fez uma declaração de amor, na qual recebeu apoio de centenas de internautas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo