Vai trocar o bilhete único anônimo por personalizado? Prepare-se para as filas

Por Metro Jornal

Após a SPTrans decidir limitar a recarga dos bilhetes anônimos ao valor equivalente a 10 tarifas, usuários têm enfrentado filas gigantes para solicitarem um novo Bilhete Único, com foto e nome impressos, para poderem recarregar valores acima de 10 tarifas. Segundo a SPTrans, o objetivo da medida é combater fraudes.

O Metro Jornal visitou os postos de atendimento da SPTrans nos terminais Bandeira e Parque Dom Pedro 2º (centro), e constatou que as longas filas se formam porque os usuários que visitam esses terminais para obterem atendimento sobre diversos serviços são agrupados numa única fila. São incluídos nela, inclusive, idosos e gestantes, sem nenhum tipo de atendimento preferencial.

Leia mais:
Empresa desenvolve relógio que dispensa qualquer carregador
Veruska, viúva de Boechat, recebe aliança do marido recuperada do desastre aéreo

No terminal Bandeira, uma funcionária tirava dúvidas e auxiliava usuários na fila. No Parque Dom Pedro 2º, não havia ninguém.

“É a terceira vez que estou aqui essa semana. A gente vai em outro posto e a fila continua gigante. Eles exigem muita coisa. Eu não sabia que tinha que cadastrar. Não tem atendente suficiente”, reclama a Eliana Rimkievicz, 50 anos, atendente de lanchonete.

A SPTrans informou que todo o processo de solicitação pode ser feito pelo site – sem custo – e que o comparecimento ao posto é apenas para retirar. Se o cartão anônimo possuir saldo acima de 10 tarifas, terá até o dia 31 de maio para utilizar, senão o uso será bloqueado e o saldo poderá ser recuperado em novo cartão. Sobre as filas, disse que o responsável pelo atendimento no terminal Parque Dom Pedro 2º será orientado.

fila bilhete único terminal bandeira Fila no terminal Bandeira, no centro / André Porto/Metro
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo