Prefeitura vai recorrer da decisão que suspendeu aumento da tarifa de ônibus

Por Metro Jornal

Depois da Justiça suspender o aumento da tarifa das passagens de ônibus em São Paulo, o prefeito Bruno Covas afirmou nesta quinta-feira (14) que a Prefeitura vai recorrer da decisão. Ele disse que a ação geraria uma dívida que poderia deixar a cidade sem o transporte por alguns dias.

A liminar alega da Defensoria Pública que faltou “parâmetro legal ou contratual” para o reajuste, porém o prefeito apenas comentou sobre a questão orçamentária. "Claro que nós vamos recorrer dessa decisão. se a gente tiver que abrir mão do aumento da tarifa, estamos falando de R$ 570 milhões de subsídio aos ônibus da cidade de São Paulo. A Prefeitura não tem esse dinheiro disponível. Isso significaria que a partir do dia 5 de dezembro não teríamos mais ônibus na cidade de São Paulo circulando até o fim do ano", disse Covas.

A decisão judicial prevê a volta do valor de R$ 4,00 nas passagens, o qual tinha sido alterado em janeiro deste ano para R$ 4,30.

Leia mais:
PM prende 326 pessoas durante blitze contra o PCC
Centro de Treinamento do Flamengo é fiscalizado pela Inspeção do Trabalho

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo