PF intima suposta laranja do PSL

Por Metro Jornal Brasília

A PF (Polícia Federal) quer ouvir a candidata a deputada federal de Pernambuco em 2018 Maria de Lourdes Paixão que, supostamente, teria sido usada como laranja pelo PSL – partido do presidente Jair Bolsonaro.

A ex-candidata de 68 anos foi intimada ontem pela PF a prestar depoimento por ter recebido da legenda verba de R$ 400 mil para financiar sua campanha no ano passado,

Maria de Lourdes, que obteve apenas 274 votos na disputa, teria recebido o 3º maior repasse entre os candidatos do PSL – mais do que o próprio Bolsonaro, segundo informações da “Folha de S. Paulo”.

De acordo com a reportagem, a quantia teria sido repassada à candidata quatro dias antes das eleições.

Do total, R$ 380 mil teriam sido gastos para imprimir 9 milhões de santinhos e 1,7 milhão de adesivos às vésperas da eleição. Isso significa que o material tinha menos de 24 horas para ser distribuído.   

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo