Bolsonaro pode ter alta a partir desta quarta-feira

Por Metro Jornal com Band

Internado há 17 dias e fora da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde anteontem, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), “mantém boa evolução clínica” e pode receber alta hoje.

O boletim divulgado na tarde de ontem pelo hospital Albert Einstein, em São Paulo, não fala sobre possibilidade de alta, mas a expectativa de que ele tenha autorização para deixar a unidade de saúde a partir de hoje foi confirmada pelo governo federal.

A data e hora em que o presidente deixará o hospital ainda dependem de planejamento do Palácio do Planalto, que vai definir a logística da viagem de Bolsonaro de São Paulo para Brasília (DF).

O presidente foi internado em 27 de janeiro para cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal e retirada da bolsa de colostomia, colocada depois da facada que levou em setembro, em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral.

De acordo com o boletim médico, o presidente segue se alimentando com dieta leve e fazendo exercícios respiratórios e de fortalecimentos muscular. Está sem febre, sem dor abdominal e o “quadro pulmonar encontra-se em resolução”.

A última observação se refere à pneumonia diagnosticada semana passada e que está sendo tratada com antibióticos. A administração da medicação termina hoje – em mais um indício de que Bolsonaro receberá alta.

Na Justiça

O ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal), suspendeu ontem duas ações penais em que Bolsonaro é réu. A lei admite que o presidente da República não seja responsabilizado por atos que cometeu antes de assumir o cargo. A suspensão valerá até o fim de seu mandato.   

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo