Brumadinho: 160 foram identificados

Por Metro Jornal BH

Os trabalhos de buscas na área do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG) seguem intensos. Até ontem, a Defesa Civil informou que 160 dos 166 corpos localizados foram identificados e outras 155 pessoas estão desaparecidas – entre trabalhadores da Vale, terceirizados e moradores do bairro Parque das Cachoeiras, um dos mais afetados pelo desastre.

Conforme o tenente-coronel Flávio Godinho, porta-voz do órgão estadual, os resgates de vítimas seguem na região e não há previsão para o fim dos trabalhos, que já duram 18 dias. Ao menos 376 agentes atuam na cidade, sendo 158 bombeiros mineiros e outros 132 de outros estados, além de 64 militares da Força Nacional e 22 voluntários. Nos últimos dias, o número de corpos encontrados na superfície da lama caiu consideravelmente e as ações passaram a ser auxiliadas por máquinas pesadas.

Barragens em alerta

Com o aumento do risco de rompimento de duas barragens em Barão de Cocais, na região central de Minas, e Itatiaiuçu, na Grande BH, centenas de pessoas tiveram de deixar casas e comércios no último fim de semana. Conforme a da Defesa Civil, na cidade da região metropolitana há 166 pessoas hospedadas em hotéis pagos pela ArcelorMittal. Já em Barão de Cocais, das 492 pessoas retiradas das comunidades, 284 estão hospedadas pela Vale e outras 208 em casas de parentes. Um laudo sobre as condições da estrutura deve ser emitido nos próximos dias. Se o risco cair, as famílias voltam para a região.  

Ministério vai investigar rompimento

Um processo administrativo para investigar o rompimento da barragem da Vale na Mina do Córrego do Feijão foi aberto pelo Ministério de Minas e Energia. O ato servirá para adoção de providências para “prevenção, controle e mitigação” das consequências do desastre em Brumadinho. Ontem, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou que o governo estuda mudar a classificação como desastre natural de colapsos em barragens – isso permite acesso das vítimas ao FGTS.  METRO BH

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo