Porto da Vale em Vitória é fechado por despejar rejeitos no mar

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

O prefeito de Vitória, Luciano Rezende, informou, nesta quinta-feira (7), que interditou um terminal portuário da Unidade Tubarão da Vale e multou a empresa em R$ 35 milhões.

Em vídeo divulgado no Facebook, Rezende disse que a interdição se deu em parte do sistema de tratamento de efluentes, após a empresa não responder a notificações e "multas milionárias" – e permitir, segundo ele, que poluentes sejam despejados no mar.

Leia mais:

Brumadinho: número de mortes sobe para 157; 182 estão desaparecidos
Moradores de Brumadinho terão adiantamento do INSS

"Desde o ano passado, a Vale tem usado uma bacia que utiliza para recolher rejeitos, com líquido contendo carvão, minério, calcário e terra, que está transbordando e indo para o mar", destacou o secretário de meio ambiente de Vitória, Luiz Emanuel, acrescentando que outras multas milionárias já foram aplicadas contra a mineradora.

Segundo o procurador-geral de Vitória, Rubens Jesus, foi preciso adotar práticas mais duras "para coibir esse descaso com o meio ambiente".

Interditamos a VALE do RIO DOCE e a multamos novamente. Dessa vez em 35 milhões de reais!

Posted by Luciano Rezende on Thursday, February 7, 2019

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo