Cardápio de escolas municipais de SP terá receitas vegetarianas; projeto teve ajuda de Bela Gil

Por Band.com.br com Estadão Conteúdo

A Secretaria Municipal de Educação instituiu no começo deste ano letivo, que teve início no dia 4 de fevereiro, um cardápio sustentável que será implementado progressivamente nas unidades de ensino da capital.

Com ingredientes vegetarianos, a iniciativa foi feita em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas.

O projeto contempla seis receitas: lentilhesa, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja).

Segundo o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido por Bruno Covas, essa política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação.

"Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados", afirma Schneider na cartilha publicada pela SVB.

LEIA MAIS:
receitas vegetarianas escolas sp
Brumadinho tem início das aulas escolares na segunda, 11 de fevereiro

As escolas públicas do município preparam mais de dois milhões de refeições diárias para, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atender às necessidades nutricionais dos alunos.

Com ingredientes vegetarianos, a iniciativa foi feita em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas.

O projeto contempla seis receitas: lentilhesa, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja). Acesse aqui o cardápio.

Segundo o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido por Bruno Covas, essa política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação.

"Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados", afirma Schneider na cartilha publicada pela SVB.

As escolas públicas do município preparam mais de dois milhões de refeições diárias para, segundo a Secretaria Municipal de Educação, atender às necessidades nutricionais dos alunos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo