Consórcio vence licitação pelo Estádio do Pacaembu com lance de R$ 111 milhões

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes

Depois de muitas tentativas, a Prefeitura de São Paulo conseguiu avançar pela primeira vez com uma licitação do Plano Municipal de Desestatização. Nesta sexta-feira (8), o consórcio Patrimônio SP venceu a concorrência para gestão do Estádio Paulo Machado de Carvalho, conhecido como Pacaembu.

O lance para garantir a licitação foi de R$ 111 milhões. O consórcio é formado pelo fundo de investimentos Savona e a empresa de engenharia Progen – que cuidou de alguns complexos esportivos durante a Olimpíada do Rio.

Leia mais:
CT do Flamengo: Próximos jogos da CBF terão minuto de silêncio em homenagem às vítimas
Aranhaverso: Anderson Silva retorna ao UFC após segunda suspensão por doping

O processo foi liberado pelo TCM (Tribunal de Contas do Município) na quinta-feira (8) e, à noite, já houve a abertura dos envelopes na Secretaria Municipal de Esportes, na Vila Clementino, zona sul.

Próximos passos

Seguindo a Lei nº 8666, existe um prazo de 5 dias para contestação dos outros consórcios que perderam. Um deles envolvia a WTorre, que gerencia o Allianz Parque; outro era representado pelo Santos e a Universidade do Brasil.

Depois disso, o consórcio Patrimônio SP vai ter que apresentar o projeto e o TCM vai fazer uma análise de toda a documentação pra oficializar a decisão. A concessão, que pode durar até 35 anos, é a primeira do Plano Municipal de Desestatização da Prefeitura que evoluiu.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo