PMs viram réus por ligação com PCC

Por Metro Jornal

A Justiça de São Paulo aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público na segunda-feira e tornou réus  53 policiais militares acusados de estarem associados ao PCC (Primeiro Comando da Capital).

Eles integravam o 22º batalhão da PM (Polícia Militar), no Jardim Marajoara (zona sul). Os PMs estavam presos desde dezembro, quando foi deflagrada a Operação Ubirajara.

A investigação mostrou que os PMs deixavam de reprimir o tráfico, facilitando a atuação dos criminosos e  recebendo por isso propinas que chegavam a R$ 300 mil. Uma intercepção telefônica revelou o esquema.

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que os PMs devem responder processo administrativo disciplinar e, dependendo do resultado, podem ser demitidos. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo