Governo dá novos prazos de inscrição no CadÚnico para idosos e pessoas com deficiência

Por Metro Jornal

Os beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada) ganharam novos prazos para se inscreverem no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, segundo informou a secretaria do Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

O cadastramento deve ser feito de acordo com as respectivas datas de aniversário (ver tabela abaixo), através dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), e o beneficiário deve levar seu CPF e de seus familiares, comprovante de renda e de residência.

Caso não haja CRAS no município, o interessado deve procurar pela secretaria da Assistência Social. Veja aqui os endereços dos CRAS em todo o Estado de SP.

Novos prazos

De acordo com portaria nº 2.651, de 18 de dezembro de 2018, do Ministério da Cidadania, os beneficiários ainda não cadastrados serão distribuídos em quatro lotes de convocação para cadastro durante o ano de 2019, seguindo os meses de seus aniversários.

Por exemplo, aqueles que fazem aniversário em janeiro, fevereiro e março (primeiro lote) devem realizar sua inscrição no CadÚnico até o dia 31 de março, sem que haja prejuízo no pagamento do benefício.

Entretanto, os beneficiários que receberem a notificação e não se inscreverem no prazo estabelecido terão o benefício suspenso a partir do mês subsequente.

A seguir, confira os meses e prazos para o cadastro:

Para aniversariantes dos meses de janeiro, fevereiro, março: 31 de março.
Para aniversariantes dos meses de abril, maio e junho: 30 de junho.
Para aniversariantes dos meses de julho, agosto, setembro: 30 de setembro.
Para aniversariantes dos meses de outubro, novembro, dezembro: 31 de dezembro.

Todos os beneficiários não inscritos estão sendo notificados por carta e por meio da rede bancária sobre as datas limite. Caso não receba a carta, mesmo assim deve comparecer ao CRAS para regularizar a situação junto ao CadÚnico.

Até o momento, mais de 551 mil beneficiários de todo o Estado já registraram as informações na ferramenta do governo federal, o que representa 73,7% do total de beneficiários.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo