Em meio a crise sanitária em Ilhabela, busca por "praias impróprias" no Google atinge nível mais alto em 15 anos

Por Metro Jornal

No município de Ilhabela, um dos pontos turísticos mais famosos do litoral paulista, todas as praias já foram apontadas como impróprias para banho. As 19 praias da cidade receberam bandeira vermelha da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

O fornecimento de água na região das praias também foi total ou parcialmente cortado durante dias na semana seguinte ao Réveillon. Segundo a prefeitura, o aumento da poluição nas águas tem a ver com a grande quantidade de chuvas que a cidade tem recebido, e é comum nesta época do ano.

No entanto, a precarização dos sistemas de água e esgoto em Ilhabela também tem um papel no fenômeno. O transbordamento de fossas, bem como o lançamento clandestino de esgoto, acaba levando dejetos para o mar. A água das chuvas abundantes piora o quadro, arrastando a poluição em pontos diversos da cidade até chegar à água.

LEIA MAIS:
Número de mortos em Brumadinho chega a 150; 182 estão desaparecidos
Câmara Municipal pode ter comissões para avaliar barragens de São Paulo

Ilhabela é um ponto altamente procurado no litoral paulista, e a situação preocupou moradores e turistas. Em janeiro deste ano, em comparação com o de 2018, as buscas no Google pelo termo "praias impróprias" cresceram 61%.

A própria Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba são algumas das cidades sobre as quais há questionamentos sobre a qualidade das praias.

É o nível de procura mais alto dos últimos 15 anos no mecanismo de buscas da empresa. A pesquisa, entretanto, não aponta relação direta do pico nas buscas com o caso específico de Ilhabela.

Após reunião convocada em janeiro pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a Cetesb afirmou que irá acelerar o licenciamento para obras de saneamento. A Companhia de Saneamento Básico do Estado, a Sabesp, prometeu disponibilizar para a prefeitura projetos de tratamento de esgoto.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo