99 reforça tecnologia para combater assédio e discriminação em corridas

Por Metro Jornal

Não são poucos os relatos de pessoas que sofreram discriminação ou assédio em corridas de aplicativos de transporte particular. Para combater os episódios e agilizar medidas sobre episódios negativos envolvendo motoristas, a 99 incluiu um rastreador que identifica casos problemáticos em seu serviço.

A tecnologia vasculha os comentários deixados no aplicativos após o término das corridas e relaciona o texto a um banco de dados com termos relacionados a situações de assédio ou discriminação. Os casos são repassados a uma equipe especializada, que checa os detalhes da ocorrência e toma as devidas providências, como a suspensão do motorista do aplicativo e até suporte para investigação policial.

Leia mais:
Assalto a carro forte acaba em tiroteio e fecha Rio-Santos por 2 horas
Um celular é roubado a cada cinco minutos em São Paulo; foram 97 mil em 2018

O rastreador foi desenvolvido em parceria com a consultoria Think Eva, da Organização Think Olga, que trabalha com projetos relacionados a igualdade de gênero. A 99 pede para que denúncias sejam feitas tanto pela ferramenta de comentário do próprio aplicativo quando pelo canal exclusivo para incidentes de segurança, no telefone 0800-888-8999.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo