Servidores municipais continuam em greve até quinta-feira

Por BandNews FM

Parte do funcionalismo público da capital paulista ainda faz greve, nesta terça-feira (5), para pressionar a Prefeitura a revogar a Reforma da Previdência municipal.

A paralisação começou na segunda (4) e segue pelo menos até quinta-feira, quando uma nova assembleia será realizada, às 14h, no Viaduto do Chá.

Pais de alunos afirmam que, ontem, ao chegarem às escolas, encontraram cartazes de que a instituição não estava funcionando por causa da greve.

A Prefeitura de São Paulo afirma que 21%, ou seja 744 das 3.500 unidades de educação, foram paralisadas totalmente.

Em outras áreas da administração, ocorreram paralisações pontuais que não chegaram a 5% das unidades e serviços, de acordo com a administração municipal.

A Prefeitura diz também que os hospitais municipais e o SAMU não tiveram qualquer interrupção de funcionamento.

Os chefes de gabinete de todas as secretarias foram orientados a cumprir o que a lei determina: relatar o controle de presença dos trabalhadores.

Segundo o Sindicato dos Servidores Municipais, 63% dos funcionários públicos, de todos os segmentos, aderiram à paralisação ontem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo