Mais de 2 milhões de veículos tiveram recall em 2018, segundo Procon-SP

Por Metro Jornal

As montadoras convocaram no ano passado 142 recalls, abrangendo 2.175.171 veículos, segundo levantamento do Procon-SP. O total de unidades, que inclui veículos de passeio e utilitários, motocicletas, caminhões e quadriciclos, representa uma alta de 10% em relação a 2017.

Um dado preocupante é o baixo índice de proprietários que atendem o chamado de recall. Segundo os dados informados pelas montadoras ao Procon-SP, apenas 14,93% dos proprietários – 324.773 veículos – convocados no ano passado compareceram às concessionárias para fazer reparo do defeito.

E a maioria dos veículos chamados para recall em 2017 também não passaram por reparos ainda. O índice de atendimento está em 34,6%, segundo a base de dados do Procon-SP.

O órgão de defesa do consumidor orienta o consumidor a atender ao chamado o mais rápido possível, embora não haja data limite para o conserto ou a troca de peças. Ele deve ainda guardar o comprovante de que o reparo foi feito, para ser repassado, em caso de venda, ao novo proprietário.

É possível saber pelo site do Denatran se o veículo é objeto de recall. Campanhas não atendidas em um ano também constarão no documento do veículo.

No ano passado, os defeitos no sistema elétrico/ eletrônico lideraram os recalls, com mais de 1 milhão de unidades. Na sequência, aparece o sistema de airbag com 568.270 veículos.

A maior campanha foi realizada pela Chevrolet/General Motors, envolvendo 541.412 unidades dos modelos Chevrolet Onix, Prisma, Spin e Cobalt. O megarecall foi convocado em junho do ano passado. Segundo a montadora, esses veículos podem apresentar falha do relê da caixa de fusíveis, capaz de causar incêndio no compartimento do motor

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo