General João Campos, secretário da Segurança Pública do estado, fala sobre Baep de São Bernardo

Por Cadu Proieti/Metro ABC

Desde 1º de janeiro de 2019 à frente da Secretaria de Estado da Segurança Pública, o general do Exército João Campos fala sobre por que São Bernardo foi escolhida pelo governador João Doria (PSDB) para ser a primeira cidade do estado a receber um Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar) e o COI (Centro de Operação Integrada), que deve unificar várias forças policiais em um só local.

Leia mais:
Primeiro e único radar em túnel já é o que mais multa em São Paulo
Crise no abastecimento de água fica mais intensa em Santo André

Qual a importância estratégica do Baep e do COI em São Bernardo?

Hoje temos cinco Baeps e teremos 22. Em cada área de comando de policiamento, pelo interior e Grande São Paulo, teremos um. O Baep
é a grande força de mobilização na mão do comandante da área. Esses 22 vão cobrir o estado todo. Começamos por São Bernardo porque houve uma pré-disposição enorme do prefeito. Estrategicamente, São Bernardo é uma cidade extremamente importante, e os moradores sabem disso, recebe rodovias importantes. Tanto o Baep quanto o COI irão somar para proporcionar mais segurança à população dessa região.

O Baep de São Bernardo deve ser o único do ABC?

Por enquanto sim. Depois (da cidade da região), vamos atender regiões do interior e capital. Há planejamento coerente para que a gente consiga mobilizar esse plano em quatro anos.

O fato de a cidade ser cortada pelas rodovias Anchieta e dos Imigrantes vai facilitar a ação dos policiais do Baep?

A fisiografia da área é determinante em algumas escolhas. Quando faz um empreendimento, analisa vários campos, a fisiografia é um deles. Dentro disso, entram as rodovias. Então, foram fatores determinantes sim e que vão nos ajudar no planejamento.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo