Rainha Elizabeth deve ser evacuada de Londres em caso de protestos violentos após Brexit; entenda

Por Metro Jornal com Reuters

Autoridades britânicas reviveram um plano da época da Guerra Fria para realocar a rainha Elizabeth caso protestos em Londres percam o controle após a separação do Reino Unido com a União Europeia, processo apelidado de Brexit.

“O plano de emergência existe desde a Guerra Fria, e agora foi reaproveitado no evento de desordem civil após um Brexit sem acordo comercial”, afirmou o jornal local Sunday Times, que citou uma fonte do gabinete do governo que lida com problemas administrativos.

Leia mais:
Revelado! Retorno de protagonista de Sex and The City foi para comercial de cerveja; assista
Dia Mundial do Câncer: Saiba como eliminar fatores de risco

O The Mail, outro veículo britânico, disse que há planos de mover toda a família real em um local secreto, distante de Londres. O governo do Reino Unido está com dificuldades em conseguir apoio do parlamento para um acordo de transição com a União Europeia antes de deixar o bloco no dia 29 de março.

O comércio local já se prepara caso esse acordo não saia, e teme problemas com atrasos em importações vindas de países do bloco europeu por novas políticas de importação, o que poderia causar em falta de alimentos e remédios.

Em dezembro, durante um discurso anual, a rainha Elizabeth, de 92 anos, cobrou os políticos do Reino Unido para que chegassem a um acordo em relação ao Brexit.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo