Governo de SP vai empregar detentos na pintura e reparos em escolas estaduais

Por Metro Jornal

Nesta quarta-feira (30), o governador João Dória lançou o projeto "Escola + Bonita", que prevê a revitalização de 2,1 mil escolas estaduais de São Paulo até 2020.

Serão 500 escolas estaduais pintadas por reeducandos em regime semiaberto, capacitados em pintura civil através do Programa Via Rápida Expresso.

“A pintura será feita em horários que não interrompam a utilização da escola e com todos os cuidados devidos”, afirmou Doria.

Outras 1,6 mil escolas devem ser recuperadas por presos através de contrato com a Funap. Para as obras de reparo muitos destes reeducandos possuem capacitação em pintura, hidráulica e elétrica – os que não tiverem serão qualificados pelo Centro Paula Souza.

LEIA MAIS:
Traficante que usava drone para monitorar polícia é preso
Brumadinho: Fotos feitas antes e depois da lama

Com o trabalho, os presos recebem um valor mensal e remição de pena. Cada três dias trabalhados equivalerão a um dia a menos de prisão.

“O Estado tem à disposição uma mão de obra qualificada e de reduzido custo. Oferecemos uma oportunidade para que esses reeducandos, no termino do cumprimento da pena, saiam em liberdade com uma qualificação e não retornem ao sistema prisional”, falou o secretário de Administração Penitenciária Coronel Nivaldo Restivo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo