A pedido de Moro, PF pode investigar denúncias feitas a Jean Wyllys, diz Mônica Bergamo

Por Metro Jornal com BandNews FM

O ministro da Justiça, Sergio Moro, decidiu encaminhar novas denúncias feitas pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) para a Polícia Federal.

Segundo informações da colunista da BandNews FM Mônica Bergamo, o parlamentar enviou a Moro documentos que mostram que as ameaças de morte contra ele e a família seguem sendo feitas, mesmo depois de anunciar a decisão de abrir mão de seu mandato e sair do Brasil.

Na última semana, Jean Wyllys, que estaria no seu terceiro mandato como deputado pelo PSOL, publicou em suas redes sociais um anúncio sobre sua saída do país. Ele divulgou uma entrevista que deu à Folha de S. Paulo onde relata ter sofrido ameaças constantes por sua posição política, as desavenças com o atual presidente Jair Bolsonaro e seus aliados, e mesmo um grupo de magistrados.

Leia mais:
Alexandre Frota é condenado em processo por atribuir pedofilia a Jean Wyllys
Cerco se fecha contra assassinos de Marielle, diz Jean Wyllys

Ainda segundo a coluna de Mônica Bergamo, ele teria recebido dois e-mails.

Em uma das mensagens, assinada por Emerson Eduardo Rodrigues Setim, o remetente dizia que planejava assassinar familiares do parlamentar. O e-mail foi enviado também aos familiares dele. Os nomes dos irmãos de Wyllys e também os números dos documentos deles foram incluídos no texto.

A assessoria do parlamentar pediu a Sérgio Moro que, dada a gravidade das mensagens, uma apuração imediata fosse feita.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo