Deputada descobre ocupação irregular de apartamento funcional por filho de um colega

Por Band Notícias

Deputada eleita por São Paulo, Tabata Amaral (PDT) relatou nas redes sociais a surpresa que teve nesta quarta-feira, 30, ao ir até o apartamento funcional que, pelo cargo, possui direito de morar enquanto cumpre seu mandato.

No Facebook, a parlamentar contou que lá encontrou o filho de um colega da Câmara dos Deputados, que se recusou a lhe entregar as chaves. "Eu não pude entrar porque um deputado deixou o filho dele morando lá e foi viver em outro apartamento, ou seja, está ocupando irregularmente o imóvel", disse.

LEIA MAIS:
Vídeos retirados do site do Instituto de Educação de Surdos voltarão ao ar
Juan Guaidó alega invasão de sua casa pela polícia venezuelana

Tabata acrescentou que procurou a Câmara para tentar resolver o problema e falou com o parlamentar em questão, que teria dito que a colega poderia fazer "o barulho que fosse e o filho dele não ia sair" do apartamento.

"Isso me mostrou que nos próximos quatro anos, além de lutar pela educação e pela inclusão, também terei que trabalhar para a Câmara seja de todos e que as regras sejam respeitadas."

A renovação política iniciada com o resultado das urnas tem um longo caminho pela frente no combate às práticas antiéticas e ilegais da velha política. Apesar de, em apenas um dia, já ter sido barrada 5 vezes no Congresso simplesmente por não "parecer" uma deputada federal, sigo firme porque sei que mudanças profundas não acontecem do dia pra noite e porque, acima de tudo, sei que não estou sozinha. Tem muita gente sonhando junto o sonho grande de um Brasil que é para todos e não apenas para alguns sobrenomes..#VamosJuntos #AMudançaJáComeçou #TabataAmaral

Posted by Tabata Amaral on Wednesday, January 30, 2019

Segundo a Folha de S. Paulo, o deputado é questão é Hildo Rocha (MDB-MA); à publicação, o parlamentar disse que entregaria o apartamento até sexta-feira, 1º, e reclamou que Tabata procurou o jornal por algo "muito pequeno" como essa questão.

Rocha também informou que o imóvel está ocupado porque "não deu tempo de tirar todas as coisas de lá". "Não consegui terminar a mudança, até porque a Câmara não ajudou", explicou, acrescentou ainda que o imóvel está danificado e que a deputada "vai ter trabalho para se acomodar" no local.

“O apartamento está muito danificado. Vai precisar arrumar chuveiro, descarga e pintar para ela poder ocupar”, resumiu.

Tabata Amaral contou que a Câmara dos Deputados lhe informou que vai procurar um outro imóvel para ela morar. O PDT disse ainda que está pagando um hotel até esta quinta-feira, 31, na esperança que a situação seja resolvida.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo