Venezuela: Guaidó convoca novos protestos

Por Metro Jornal

O líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, pediu ontem novas manifestações de rua, à medida que se intensificam as pressões sobre o presidente Nicolás Maduro e sobre o país membro da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), devastado por uma crise geral.

Guaidó disse que simpatizantes da oposição devem sair às ruas amanhã para distribuir cópias de um panfleto que propõe anistia, uma proteção legal aos militares, na esperança de que eles se voltem contra Maduro.

“Devemos permanecer unidos como agentes ativos de mudança em todos os cantos do país”, afirmou o líder. “Estamos indo bem, muito bem, Venezuela!”

Vários países ao redor do mundo reconheceram Guaidó como o líder legítimo. Os EUA prometeram privar o governo de Maduro da receita de petróleo. No último fim de semana, países europeus deram oito dias para o ditador anunciar novas eleições, sob pena de também não ser mais reconhecido como presidente por eles.

Maduro disse que os EUA estão promovendo um golpe contra ele e prometeu permanecer no poder, apoiado pela Rússia e pela China, que têm financiado seu governo e lutam para que seu governo seja reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas).  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo