Usuários de metrô e trem esqueceram 180 mil itens; maioria são documentos

Por Metro Jornal

Ao longo do ano passado, passageiros do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) esqueceram nos trens e estações quase 180 mil objetos. No caso do Metrô, os 91.367 itens configuraram um recorde na companhia.

Achados e perdidos CPTM Pia foi um dos itens esquecidos na CPTM / Tiago Gomes/Divulgação CPTM

A maioria são documentos – 62% no caso do Metrô, que contabilizou o dado. Guardas-chuvas também estão entre os mais esquecidos. Há ainda celulares, carteiras, óculos, relógios, chaves e brinquedos.

Leia mais:
Justiça suspende licitação dos ônibus que teria sessão nesta quarta
Veja detalhes da delicada operação de resgate do menino Julen, que caiu em poço na Espanha

Mas as centrais de achados e perdidos guardam outros objetos que parecem menos “possíveis” de serem esquecidos. Entre os mais inusitados estão uma pia de banheiro, próteses de pernas, muletas, máquina de escrever, um manequim e até um drone.

Nem todo mundo que perde alguma coisa vai buscar seu objeto. A devolução fica em torno de 40% na CPTM e 25% no Metrô. Quando há como identificar o proprietário, os funcionários fazem o contato para que vá pegar o que perdeu.

Depois de 60 dias, os objetos que não foram resgatados e estão em bom estado, assim como valores em dinheiro, são encaminhados para o Fundo Social de Solidariedade. Documentos são remetidos aos órgãos expedidores e cartões de banco são destruídos.

Serviço

  • Metrô
    Estação Sé, de segunda a sexta, das 7h às 20h (exceto feriados), tel. 0800-770-7722 ou consultar site www.metro.sp.gov.br
  • CPTM
    Estação Palmeiras-Barra Funda, de segunda a sexta, das 7h às 19h (exceto feriados), tel. 0800-055-0121 ou pelo e-mail
    [email protected]
art achados e perdidos metrô
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo