6 em cada 10 paulistanos ainda querem deixar São Paulo, diz pesquisa

Por Metro Jornal

Você se mudaria de São Paulo se pudesse? Se a resposta foi sim, saiba que você não é o único. Seis em cada dez moradores da capital paulista sairiam da cidade.

Esse é um dos destaques da pesquisa “Qualidade de Vida” , realizada pela Rede Nossa São Paulo e pelo Ibope Inteligência, divulgada nesta quarta-feira (23).

Apenas 37% dos entrevistados disseram que não abandonariam a cidade.

Os paulistanos que sairiam daqui são, em sua maioria, classe B (71%), possuem ensino superior (71%) e renda mensal acima de cinco salários mínimos (71%). E eles estão pouco satisfeitos com a qualidade de vida na capital.

qualidade de vida_ rede nossa sp Reprodução/Rede Nossa SP

Apesar disso, no geral, a qualidade de vida em São Paulo apresentou a maior nota desde 2014. Segundo o estudo, numa escala de 1 a 10, os paulistanos dão nota 6,3 nesse quesito para a cidade.

Não significa dizer que a avaliação dos serviços públicos melhorou – é justamente o inverso. A administração da saúde pública, por exemplo, é considerada ruim ou péssima por 56% dos paulistanos, enquanto apenas 7% considera a gestão da saúde “boa ou ótima”. 34% julgam como “regular”.

No caso da educação, a nota também é desanimadora: 51% veem a administração municipal da educação como “ruim ou péssima”. Do outro lado, 13% assinalam como “boa ou ótima” e 33% consideram “regular”.

Mas o que explica o aumento no índice de qualidade de vida, tendo em vista esses dados?

Segundo o levantamento, trata-se da expectativa em relação aos novos governantes nas esferas federal, estadual e municipal.“O atual contexto da cidade e do país parece ter contribuído para uma mudança no humor do paulistano, que demonstra certa expectativa e esperança a respeito dos pontos de atenção que a cidade apresenta”, conclui a pesquisa.

qualidade de vida_ rede nossa sp Reprodução/Rede Nossa SP

Paralelamente, os entrevistados revelam que confiam mais nas instituições e empresas públicas, em comparação com o ano passado.

O Metrô, com 58% do nível de confiança, é o líder da lista – do 2017 para cá, a confiança do órgão cresceu 4%.

O último lugar vai para a Câmara Municipal de São Paulo, com apenas 21% de confiança. Do ano passado para este, porém, a confiança no legislativo municipal cresceu 10%.

Veja:

qualidade de vida_ rede nossa sp Reprodução/Rede Nossa SP

Os responsáveis pelo estudo ouviram 800 moradores de 16 anos ou mais da cidade de São Paulo, entre de 4 e 21 de dezembro de 2018. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Para ver a pesquisa completa, clique aqui.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo