Resgate de bebê espanhol que caiu em um poço chega à etapa final

Por Metro Jornal

Nesta terça-feira (22), iniciou-se a fase final da busca por Julen, a criança espanhola que caiu em um poço de água de mais de 100 metros de profundidade no dia 13 de janeiro, e lá permanece desde então.

As equipes estão empenhadas no resgate desde então, tendo construído um túnel vertical de 60 metros paralelo àquele onde a criança está. Isto porque o túnel por qual Julian caiu tem diâmetro de menos de 30 centímetros, impossibilitando o acesso da equipe.

LEIA MAIS:
‘Curto e objetivo’: o que disse Bolsonaro nos sete minutos de discurso em Davos
Filipinas quer reduzir maioridade penal para 9 anos

Além do túnel vertical, foi construída uma galeria horizontal de quatro metros, conectando ambos os túneis. Para o resgate, apenas alguns mineiros descerão os 60 metros para chegar até Julen – ao todo, centenas de pessoas estão trabalhando no processo desde o dia 13.

Uma das maiores dificuldades no trabalho tem sido a dureza do terreno em que os túneis se encontram, tornando a escavação mais lenta. Foram necessárias 55 horas para perfurar os 60 metros necessários, numa velocidade aproximada de 1,1 metros por hora.

A Guarda Civil espanhola publicou, em sua conta oficial no Twitter, um vídeo das máquinas de escavação utilizadas no resgate:

Julen caiu, segundo a família, enquanto brincava em um sítio, na cidade de Totalán, na província de Málaga. Os pais da criança já perderam um filho, em 2017, quando Julen era mais novo.

Além da equipe de brigadistas envolvida no resgate, a família também tem contado com suporte psicológico, para acompanhá-los durante o período de espera.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo