Onda de violência no Ceará chega a 20 dias; grupo incendiou caminhão de lixo

Por Metro Jornal

O Ceará voltou a registrar ataques criminosos dentro da onda de violência no estado, que chega nesta segunda-feira (21) ao seu 20º dia consecutivo. Na madrugada, um grupo incendiou um caminhão de lixo em Jaguaruana, no Vale do Jaguaribe.

Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Horas antes, na noite de domingo, um ônibus quase foi incendiado em Fortaleza. Os bandidos chegaram a jogar gasolina no veículo, mas não conseguiram atear fogo. Criminosos também atearam fogo em um caminhão na cidade de Eusébio e destruíram com bombas caseiras um posto de combustíveis em uma estrada em Maracanaú. Não há informações sobre feridos.

Leia mais:
Advogados protestam em frente ao Fórum Trabalhista, na Barra Funda
GM ameaça sair do país e preocupa São Caetano

Desde o início da onda de violência, em 2 de janeiro, já foram registrados mais de 218 ataques criminosos contra veículos, prédios públicos, prefeituras e estabelecimentos comerciais em 46 cidades cearenses. Até aqui, 403 pessoas foram detidas por envolvimento nos crimes.

Governador do estado, Camilo Santana (PT) classificou as ações como “atos de terrorismo” e disse que as facções criminosas estão coordenando os ataques de dentro dos presídios em retaliação ao rigor imposto dentro do sistema prisional.

Reforços

Além do efetivo policial em atividade, o governo do Ceará convocou 1,2 mil policiais da reserva para reforçar a segurança e recebeu do governo federal o apoio de outros 406 agentes da Força Nacional.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo