Tarifa de embarque em aeroportos brasileiros ficará mais cara; veja os valores

Por Metro Jornal

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou reajuste de 5,39% para o teto das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência nos aeroportos administrados pela Infraero. Os valores poderão ser aplicados depois de 30 dias que a Infraero fizer a divulgação oficial do reajuste.

Leia mais:
Brasil deve isentar turistas do Canadá, EUA, Japão e Austrália de visto; entenda
PF pede 90 dias para fechar inquérito sobre atentado contra Bolsonaro

As tarifas aeroportuárias são valores pagos aos operadores do setor pelas companhias aéreas, pelo operador da aeronave ou pelo passageiro. A tarifa de embarque é a única paga pelo passageiro e tem a finalidade de remunerar a prestação dos serviços, instalações e facilidades disponibilizadas aos passageiros.

Com o reajuste, a tarifa máxima em embarques domésticos passará de R$ 31,27 para R$ 32,95. Nas viagens internacionais, a tarifa máxima de embarque aumentará de R$ 112,83 para R$ 115,82. Os valores já incluem o adicional do Fundo Nacional de Aviação Civil de US$ 18, o correspondente a R$ 57,47.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo