Procuradora aposentada que torturou criança de dois anos é presa no Rio

Por BandNews FM

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quinta-feira (17), a procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia de Sant'anna Gomes, condenada por torturar uma menina de 2 anos que pretendia adotar.

Ela foi capturada em casa, em Ipanema, na zona sul, e foi encaminhada para um hospital particular da região, pois passou mal no momento da prisão.

A procuradora estava foragida desde maio de 2016, quando o Tribunal de Justiça Fluminense determinou que ela voltasse à prisão, já que dois anos antes conseguiu um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal.

Vera Lúcia chegou a ser condenada a 8 anos e 2 meses de prisão em regime fechado em julho de 2010, mas teve a pena relaxada para 5 anos e 5 meses no semiaberto, quatro anos depois.

LEIA MAIS:
Cardiologista de Presidente Prudente pode ter abusado de mais de 25 pacientes
Doria sanciona lei que proíbe consumo de bebida alcoólica em posto de combustível

Ela foi responsável pela tortura de uma menina de dois anos que pretendia adotar.

O conselho tutelar retirou a guarda provisória e resgatou a criança do apartamento de Vera em maio de 2010, no mesmo dia em que a Procuradora foi presa pela primeira vez.

O caso chegou até a justiça após denúncia de ex-empregados da aposentada.

Um laudo do Instituto Médico Legal apontou que a criança foi vítima de cruéis e sucessivas agressões em datas diferentes e em várias partes do corpo.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo