Força-tarefa que investigava denúncias contra João de Deus é encerrada

Por Metro Jornal com BandNews FM

 

A força-tarefa da Polícia Civil que investigava as denúncias contra o médium João de Deus foi encerrada nesta quinta-feira (10).

Segundo a delegada Karla Fernandes, todos os trabalhos da polícia estão sendo encaminhados agora ao Poder Judiciário.

Em coletiva de imprensa da Polícia Federal, a delegada afirmou que tanto João de Deus quanto sua esposa Ana Keyla Teixeira foram indiciados por posse ilegal de armas. “Ambos moram nas mesmas residências, tanto em Abadiânia como Anápolis. Nas duas cidades, houve apreensão de armas de fogo”, disse.

A defesa de João de Deus argumentou que o médium utilizava a arma para se proteger porque ele constantemente recebia ameaças de morte.

LEIA MAIS:
Brasil registra mais de 10 mil casos de sarampo, diz Ministério
Lady Gaga promete excluir música feita em parceira com R Kelly, investigado por abuso sexual

João de Deus já foi denunciado no dia 28 de dezembro por quatro crimes: dois por violação sexual mediante fraude e dois por estupro de vulnerável.

O médium está preso no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. João de Deus sempre nega os crimes.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo