Equipe que investiga assassinato de Marielle Franco ganhará reforço

Por BandNews FM

A equipe que investiga os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes será reforçada. O anúncio acontece mais de 300 dias depois do crime, que permanece sem solução.

Leia mais:
Polícia investiga assassinato de família boliviana na Grande São Paulo
Investigação sobre homem desaparecido leva polícia ao ‘tribunal do crime’ do PCC

O chefe do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa delegado Antônio Ricardo Nunes tomou posse nesta quarta-feira (9) com a promessa de manter o delegado que investiga a execução. O delegado Giniton Lages, responsável pelo caso, está a frente da Delegacia de Homicídios da Capital.

Segundo o novo chefe do DHPP, não há prazo para conclusão do inquérito, mas "a conclusão deve sair o quanto antes e com a maior riqueza de provas possível". Antonio Ricardo Nunes disse que a Polícia Civil já tem suspeitos, mas que a investigação tem que apresentar a menor margem de dúvidas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo