Santo André fixa bloqueios para expandir Operação Fluidez

Por Cadu Proieti - Metro ABC

O DET (Departamento de Engenharia de Tráfego) de Santo André fixou bloqueios que eram feitos de forma temporária no trânsito com o objetivo de consolidar ações para minimizar congestionamentos em alguns pontos e expandir intervenções para outros locais da cidade.

As intervenções fazem parte da Operação Fluidez, que teve início no primeiro trimestre do ano passado. Inicialmente, o projeto utilizava cones e agentes de trânsito em pontos estratégicos nos horários de pico da manhã e da tarde. No entanto, duas dessas áreas passaram a ter segregações fixas desde o fim da semana passada.

Isso ocorre nos cruzamentos da entrada para a rua Guilherme Marconi para quem vem pela avenida Santos Dumont no sentido Centro (foto ao lado) e também no sentido contrário, no acesso à Arthur de Queirós para quem vem pela Perimetral em direção à Mauá. Foram colocados balizadores viários nestes pontos, que são espécies de bastões luminosos e flexíveis presos ao chão.

Leia mais:
Polícia Federal indicia Atila Jacomussi e 22 dos 23 vereadores de Mauá
Familiares de ex-assessor de Flávio Bolsonaro prestam depoimento sobre movimentação suspeita

Operação Fluidez Balizadores viários no acesso à rua Guilherme Marconi / Alessandro Valle/Abcdigipress

“A gente optou por colocar fixo porque ali já é uma situação corriqueira para a gente e vai facilitar a montagem da operação. Com isso, conseguimos liberar as equipes para outros lugares. Agora, não precisa mais toda aquela montagem que a gente fazia de madrugada. Daí, conseguimos pensar em outros pontos para receber a operação neste ano”, explicou o diretor do DET, Carlos Rambaiolle.

Segundo ele, já há um trecho identificado que deve receber atenção especial dos agentes: no cruzamento da rua Giovanni Battista Pirelli com avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, sentido Mauá, na Vila Homero Thon. “Ali é um ponto bem conflituoso, e estamos projetando algumas alterações de circulação ali neste ano para tentar melhorar aquele cruzamento da rotatória, que interfere bastante na fluidez durante quase todo o dia”, disse Rombaiolle.

O diretor do DET afirmou que os bloqueios fixos estão em fase de testes. “Serve para ver como se comporta. Se o motorista começar a passar por cima ou dar problema no trânsito, daí a gente retira e volta com os agentes. Mas a nossa ideia é que funcione bem. Se isso acontecer, a gente vai expandir para outros pontos, como ali na Alfredo Fláquer”, comentou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo