São Caetano projeta ciclorrota ligada a novo terminal

Por Cadu Proieti - Metro Jornal ABC

A Prefeitura de São Caetano busca financiamento para grandes projetos de mobilidade urbana na cidade: a construção de uma ciclorrota pelas principais avenidas e de um novo terminal rodoviário onde hoje já funciona a parada de ônibus, no Centro, que seria interligado com essa malha viária voltada para ciclistas.

O governo diz que busca aproximadamente R$ 50 milhões para esse pacote de obras, que também incluiu um programa de reconstrução de calçadas e serviços de pavimentação.

Leia mais:
Joaninhas são convocadas para combater infestações em Belo Horizonte
MEC conta agora com secretaria para fomento de escolas militares

Atualmente, o município conta com ciclovia apenas em trecho da avenida Presidente Kennedy. A promessa do prefeito José Auricchio Júnior é de construir um ramal cicloviário saindo dessa via e ligando com as avenidas Goiás e Guido Aliberti (veja o mapa na arte acima). “A ideia é que a gente tenha ainda um trecho saindo da Goiás e indo até o terminal rodoviário, que terá um novo conceito também”, afirma o chefe do Executivo.

O projeto é antigo e existe desde o segundo mandato de Auricchio, entre 2009 e 2012. Hoje, a cidade conta com os cerca de dois quilômetros de ciclovia na avenida Kennedy. Se o projeto for concluído, a cidade passará a ter aproximadamente 13 quilômetros de vias exclusivas para ciclistas.

ciclorrota são caetano

Segundo o prefeito, só será possível definir data para início das obras após a obtenção do financiamento, mas o desejo, diz ele, é começar os trabalhos dentro desta gestão, que termina em 2020. “Se for aprovado (o crédito), é um pacote de obras de 24 a 36 meses, incluindo o terminal e as novas calçadas.”

Verde com os ônibus

Auricchio diz que o projeto para reconstrução da parada dos ônibus no Centro prevê intervenções para melhorar a acessibilidade e a implementação de um grande quantidade de árvores no entorno. “É uma concepção urbanística bem moderna, leve, com muito verde. Hoje é uma estrutura com quase 40 anos, chove dentro. Nossa ideia é trazer um novo e moderno terminal rodoviário, que seria acoplado a um novo terminal ferroviário, isso se o governo do estado realmente fizer a reforma das estações de trem como está nos planos da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos)”, projeta o prefeito.

Ainda não há prazo também para início e término de obras no local.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo