Sonda da Nasa alcança rocha de gelo no espaço; objeto celeste é o mais distante já explorado

Por Ansa

A sonda espacial da Nasa New Horizons, que dera ao mundo as primeiras imagens de Plutão, realizou mais um feito inédito: alcançou o corpo celeste mais distante já explorado pelo ser humano, uma rocha coberta de gelo no Cinturão de Kuiper.

Apelidado de "Ultima Thule", o corpo está a mais de 6,4 bilhões de quilômetros da Terra. À 0h33 (03h33 em Brasília) do primeiro dia de 2019, a New Horizon passou a 3,5 mil quilômetros do "Ultima Thule" e começou a observar o misterioso objeto celeste através de suas potentes lentes.

As primeiras imagens, em preto e branco, foram divulgadas nesta quarta-feira (2), e o diretor do projeto, Alan Stern, do instituto de pesquisa Southwest, comemorou o recorde. "Um veículo espacial jamais explorou algo tão distante de nós", declarou.

Leia mais:
VÍDEO: Oito pessoas ficam presas em brinquedo na França
Jornalista publica foto em plantação de maconha na Jamaica e é criticada

"Acabamos de completar o voo mais longo já realizado pela humanidade", disse Alice Bowman, responsável pelas operações da New Horizon. "Estamos prontos para as transmissões científicas do Ultima Thule, que nos ajudarão a entender as origens do nosso sistema solar", explicou.

"Ultima Thule" é um termo usado na Antiguidade para se referir ao ponto que marcava o fim do mundo conhecido.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo