Posse de Bolsonaro terá detector de metais e proibição de objetos

Por Metro Jornal

A posse do presidente eleito Jair Bolsonaro na próxima terça-feira, dia 1º de janeiro, contará com um forte esquema de segurança. Além de detector de metais, diversos objetos estão proibidos – como guarda-chuva, carrinho de bebê, bolsas e mochilas.

Leia mais:
Às vésperas da posse, 90% da rede hoteleira do DF está ocupada
Bolsonaro quer liberar posse de armas por meio de decreto

A medida também inclui na lista objetos cortantes, máscaras, fogos de artifício, bebidas alcoólicas, garrafas e sprays. O acesso à Esplanada dos Ministérios será feito exclusivamente a pé, a partir da Rodoviária do Plano Piloto. Mesmo bicicletas, skates e patins estão proibidos. Serão montadas quatro linhas de revista a partir desse ponto.

Quem quiser levar alguma coisa para comer durante a cerimônia, deve portar preferencialmente uma sacola transparente. Está permitido frutas e pacotes de biscoitos.

A navegação no Lago Paranoá também está limitada, com restrição de pelo menos 100 metros da ponte JK. Quem desrespeitar será tratado como "uma ameaça à segurança nacional", segundo o Comando do 7º Distrito Naval.

A previsão é de que a Esplanada dos Ministérios receba de 250 a 500 mil pessoas para a posse. Mais de 2,6 mil policiais militares trabalharão na região da Esplanada.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo