Em meio a protestos, Câmara aprova Reforma da Previdência Municipal

Por Metro Jornal

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, na tarde desta quarta-feira (26), o projeto de lei que prevê a Reforma da Previdência para os servidores municipais em segunda votação.

Em meio a protestos violentos no lado de fora da Casa, o PL recebeu 33 votos favoráveis e 17 contrários.

O texto aprovado não é o mesmo que chegou na Câmara no início do ano. A proposta aprovada, embora seja de autoria do Executivo, fixa aumento da alíquota de contribuição dos servidores de 11% para 14% – e não 19% como queria projeto original.

Prioridade da gestão municipal, o PL cria ainda um  sistema de previdência complementar para novos trabalhadores com remuneração superior ao teto de R$ 5,6 mil.

O substitutivo segue agora para sanção do prefeito Bruno Covas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo