Sete a cada dez brasileiros estão conectados à internet; veja levantamento do IBGE

Por Metro Jornal

Um levantamento divulgado nesta quinta-feira (20) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que sete a cada dez brasileiros estão conectados à internet. O celular é o aparelho mais utilizado para o acesso – 98% dos usuários dizem utilizar o telefone móvel para navegar pela rede digital. Os dados são de 2017 e consideram 181,1 milhões de brasileiros, com 10 anos ou mais.

A pesquisa concluiu que três a cada quatro domicílios faziam uso da internet. Em relação ao telefone fixo, o uso caiu: em 2016, eram 33,6%. Agora, são 31,5%.

O instituto afirma que as mulheres e pessoas entre 18 e 24 anos são as que mais passam tempo na internet. Entre os idosos, porém, houve um aumento significativo: de 25% em 2016, para 31,1% no ano passado. Isso significa que praticamente um a cada três idosos estão conectados. Já o grupo de brasileiros que mais utiliza o serviço está na faixa dos 24 anos, com 88% de adesão.

Leia mais:
Rodízio de veículos estará suspenso a partir desta sexta-feira em São Paulo
Nova lei concede prisão domiciliar a gestantes e responsáveis por pessoas com deficiência

Com a popularização das smart tvs, aumentou o número de brasileiros que afirmam usar a internet pelo aparelho. Em 2016, eram 11,7%. No ano seguinte, subiu para 16,1% – tecnicamente empatado com o uso em tablets. Já o uso da internet em computadores convencionais, como os desktops, e os portáteis, como os notebooks, diminuíram. Eles seguem como segunda principal opção de consumo.

Os quatro principais focos de quem utiliza a internet no Brasil são:

  • 1º: Uso de redes sociais (como Facebook, Instagram e Whatsapp);
  • 2º: Chamadas de voz ou vídeo;
  • 3º: Assistir a vídeos (como YouTube e Netflix);
  • 4º: Trocar e-mails.

Por outro lado, 54,7 milhões de pessoas com 10 anos ou mais não se conectam à internet. Entre os motivos estão não saber utilizar o serviço, falta de interesse no conteúdo ou altos preços na contratação da rede.

Veja o levantamento completo no site do IBGE.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo