Incidente com drones fecha aeroporto de Gatwick em Londres

Por Ansa

Milhares de passageiros tiveram seus voos cancelados e atrasados após o aeroporto de Gatwick, em Londres, o segundo maior do Reino Unido, ser obrigado a fechar devido a aproximação de dois drones.

Os equipamentos foram avistados sobrevoando as proximidades da pista na noite de quarta-feira (19), o que levou à suspensão de decolagens. Na madrugada, as pistas chegaram a ser reabertas, mas 45 minutos depois uma nova ameaça drone foi detectada. Hoje (20), o local permanece fechado, informou a polícia de Sussex.

De acordo com as autoridades, o episódio não está relacionado ao terrorismo, mas sim a um "ato deliberado" para impedir o funcionamento das pistas, com o uso de drones de "especificação industrial".

Todas as operações foram suspensas por motivos de segurança. Ao todo, 110 mil passageiros e 760 voos foram afetados. A expectativa é que todos consigam decolar ainda nesta quinta-feira, mas a interrupção das atividades do aeroporto pode durar "vários dias". O secretário de Defesa britânico, Gavin Williamson, confirmou que o Exército foi chamado para apoiar a polícia local. Além disso, a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido classificou o incidente como "inaceitável".

Segundo a lei britânica, é proibido utilizar drones a 1km de distância de qualquer aeroporto por risco de colisão com algum avião. Caso o responsável por pilotar os equipamentos seja encontrado, poderá ser condenado a até cinco anos de prisão.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo