Ministro do STF manda soltar todos os presos detidos em 2ª instância; medida pode beneficiar Lula

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes e BandNews FM

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, concedeu, às 14h desta quarta-feira (19), liminar que suspende a prisão em segunda instância.

Com isso, todos os presos detidos em razão de condenações em segunda instância são soltos.

A decisão atinge a um pedido do PCdoB e afeta presos como o ex-presidente Lula, que ainda aguarda recursos em tribunais superiores.

Leia mais:
Decisão de Marco Aurélio pode beneficiar 169 mil presos

Procuradores da Lava Jato se manifestam sobre decisão do ministro Marco Aurélio
Defesa de Lula pede liberdade após decisão do Supremo

Ainda se sabe, porém, se o cumprimento será imediato.

A decisão foi tomada no último dia de funcionamento do STF antes do recesso, então não há tempo de levar o caso ao plenário da Casa.

Veja um trecho do despacho:

“Defiro a liminar para, reconhecendo a harmonia, com a Constituição Federal, do artigo 283 do Código de Processo Penal, determinar a suspensão de execução de pena cuja decisão a encerrá-la ainda não haja transitado em julgado, bem assim a libertação daqueles que tenham sido presos, ante exame de apelação, reservando-se o recolhimento aos casos verdadeiramente enquadráveis no artigo 312 do mencionado diploma processual”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo