Polícia começa a ouvir familiares de atirador em catedral de Campinas

Por Metro Jornal Campinas

A Polícia Civil começa a ouvir a partir desta segunda-feira (17), os familiares e pessoas mais próximas a Euler Fernando Grandolpho, que na última terça-feira invadiu a Catedral Metropolitana de Campinas, matou cinco pessoas e depois se suicidou. Das cinco mortes, quatro foram no local. A quinta vítima morreu no dia seguinte, no hospital. Outras três pessoas ficaram feridas no ataque. Também, serão ouvidas testemunhas e vítimas que acabaram feridas na ação.

Os policiais tentam encontrar a motivação do crime e a origem das armas usadas – uma pistola 9 mm, importada e um revólver calibre 38 – ambos com numeração raspada e compradas no mercado negro.

Para a Polícia Civil é grande a possibilidade de Euler ter atuado sozinho no ataque, mas é cada vez mais clara a evidência segundo a qual ele teria premeditado o crime com grande antecedência.

Leia mais:
Aeroporto de Guarulhos tem quatro dias de transtornos, com atrasos e cancelamentos
Hemocentro da Santa Casa pede doação de sangue; saiba como ajudar

Na sexta-feira, por exemplo, a polícia divulgou novos trechos de manuscritos que Euler mantinha em casa em que ele fala em “massacre” e a intenção de “fazer algo grande”.

“Infelizmente elas só param com ajuda profissional (o estado negou, minha família negou) ou com um massacre”, escreveu ele em determinado trecho.

“Tenho que fazer algo “grande” p/q isso provoque a necessidade do “estado” fazer uma investigação rigorosa do q. aconteceu e quem são os verdadeiros culpados”, afirmou ele em outro trecho. “Comecei a ver live ‘PUBG’ [game de tiro]. Depois de +/- 3 minutos elas invadem e começam a interferência (escandalosa, por sinal) Depois de uns dez minutos, levantei e fui carregar a CZ [arma que ele tinha em casa]. Pararam na hora. Liguei o rádio”, relatou.

Em nova vistoria feita no quarto de Euler, os investigadores encontraram munições e quatro carregadores sem uso.

No ataque na Catedral, ele usou duas armas e disparou ao menos 22 tiros.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo