Paraguai expulsa mais um traficante brasileiro do país

Por Metro Jornal Curitiba

A polícia do Paraguai prendeu na noite de sábado (15) o brasileiro Carlos Eduardo Sales Cardoso, conhecido como Capilé, suspeito de ser um dos chefes da facção criminosa TCP (Terceiro Comando Puro), que atua no Rio de Janeiro. O governo paraguaio determinou a extradição dele para o Brasil.

Segundo a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, ele foi preso em uma casa no bairro Los Laureles, na capital Assunção, e tinha US$ 118 mil em dinheiro, joias e uma coleção de relógios. Suspeito de comandar o tráfico na favela do Acari, na zona norte do Rio, Capilé foi entregue a autoridades brasileiras na Ponte da Amizade, na fronteira com o Brasil, no sábado.

Leia mais:
Polícia começa a ouvir familiares de atirador em catedral de Campinas
Após quatro dias de atrasos e cancelamentos, operação no aeroporto de Guarulhos começa a normalizar

Por questões de segurança, a Polícia Federal não deu informações sobre a operação, nem para onde ele foi levado. Capilé tinha mandado de prisão expedido pela Justiça brasileira.

Marcelo Piloto

No dia 19 de novembro, o governo paraguaio extraditou outro traficante brasileiro, Marcelo Fernando Pinheiro da Veiga, conhecido como Marcelo Piloto. Ele estava preso em uma unidade militar em Assunção e matou uma mulher a golpes de faca, dentro da cela, para responder ao processo no país vizinho e não ser extraditado. Piloto é apontado como um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo