Justiça decreta prisão do médium João de Deus

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes e BandNews FM

A Justiça de Goiás decretou, na tarde desta sexta-feira (14), a prisão preventiva de João de Deus.

Mais de 300 mulheres já denunciaram o médium por abuso sexual.

A polícia está nas ruas para cumprir o mandado.

Leia mais:
Ministério Público pede prisão de João de Deus; 206 denúncias foram registradas
SP cancela contrato de obra do Metrô

Ele é suspeito dessas agressões durante tratamentos espirituais na cidade goiana de Abadiânia.

Na tarde de quarta-feira (12), dois promotores do MP-GO (Ministério Público de Goiás) protocolaram o pedido de prisão preventiva do médium.

O advogado do médium, Thales Jayme, disse, em entrevista à BandNews FM, que se encontrou na última terça-feira (11) com João de Deus e que a equipe de defesa negocia os detalhes sobre como vai ser a apresentação do médium à Polícia.

Ele afirmou também que João de Deus está abatido diante das denúncias e que nega veementemente as acusações.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo