Prefeitura sabia de falhas em viaduto que cedeu desde 2012

Por Metro Jornal

A Prefeitura de São Paulo e o DER (Departamento de Estradas e Rodagem), do governo do estado, sabiam desde 2012 de problemas estruturais no viaduto na marginal Pinheiros (zona oeste) que cedeu dois metros no último dia 15 de novembro e está interditado desde então.

De acordo com reportagem da “Globonews”, documentos mostram que a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras vistoriou o viaduto em abril de 2012 e constatou “a existência de anomalias que suscitam dúvidas quanto a sua integridade estrutural”.

O material foi enviado ao DER porque desde 1997 se arrasta um processo administrativo para a transferência do viaduto, que pertence ao órgão do governo do estado, para a prefeitura.

O prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou ontem que a indefinição não afeta o andamento dos trabalhos, pois a prefeitura se responsabiliza pelas obras no viaduto que cedeu e também nos demais que foram construídos pelo governo do estado na capital e que venham a necessitar de manutenção.

O Ministério Público vai incluir o DER na ação que apura as responsabilidades sobre o acidente. O DER vistoriou o viaduto no último mês de agosto e verificou problemas como fissura nos pilares e concreto desgastado com armaduras expostas.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo