O que se sabe sobre o ataque em catedral de Campinas

Por Metro Jornal

Nove pessoas foram baleadas durante um ataque na Catedral Metropolitana de Campinas, no interior de São Paulo, por volta das 13h desta terça-feira (11). O atirador, que foi identificado como Euler Fernando Gandolpho, de 49 anos, era natural de Valinhos, trabalhava como analista de sistemas e não tinha registro de antecedentes criminais, segundo o delegado José Henrique Ventura.

A polícia já tem certeza que ele agiu sozinho. Ele invadiu a igreja, sentou-se entre as pessoas que assistiram à missa e imediatamente começou a disparar contra elas, portando duas armas: uma pistola semiautomática 9 mm e um revólver calibre 38. Ele fez mais de 20 disparos.

O secretário municipal de Segurança Pública de Campinas, Luiz Augusto Baggio, disse em entrevista à imprensa que a motivação do atirador ainda é desconhecida. 

ataque igreja campinas Denny Cesare/Codigo19/Folhapress

A identidade das vítimas – três homens e uma mulher – também ainda é desconhecida. Os corpos permanecem dentro da igreja enquanto a perícia é feita. Duas pessoas foram baleadas pelas costas, o que indica que elas estavam tentando fugir do atirador.

Dos quatro feridos, dois estão no Hospital Municipal Mário Gatti, um no Hospital de Clínicas da Unicamp e outro no hospital Beneficência Portuguesa.

tiroteio campinas Denny Cesare/Codigo19/Folhapress

O delegado do 1º Distrito Policial de Campinas, Hamilton Caviola, disse que alguns policiais militares que faziam a segurança no Centro de Campinas devido ao período de Natal tentaram conter o atirador. Segundo ele, ao ouvirem os disparos, os PMs entraram na igreja e atiraram contra o homem – que estava sem documentos de identificação.

Em entrevista à BandNews FM, o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar de Campinas, Adriano Augusto Leão, afirmou que o atirador aguardou sentado o término da missa antes de abrir fogo contra os fieis. O padre Amaury Thomazzi, que rezou a missa, publicou um vídeo pedindo orações pelas famílias e pelos mortos.

Uma coletiva de imprensa está marcada para as 17h, quando devem ser esclarecidos os detalhes do crime.

Veja a CHN do Atirador, divulgado pela polícia:

atirador de campinas reproducao
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo