Prefeito de Niterói é preso em desdobramento da operação Lava Jato

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT-RJ), é foi preso nesta segunda-feira (10), suspeito de ter desviado R$ 10,9 milhões da verba destinada ao transporte na cidade.

Ele foi detido em uma força-tarefa do Ministério Público Estadual e da Polícia Civil. A ação é um desdobramento da Operação Lava Jato no âmbito da Justiça Estadual.

A operação foi baseada na delação do ex-diretor da Fetranspor, Marcelo Traça. De acordo com a investigação, o valor foi desviado para pagamentos ilegais entre 2014 e 2018.

Leia mais:
Furto de hidrômetros em São Paulo aumenta 46% em 1 ano
Homens encapuzados matam dois em acampamento do MST na Paraíba

São cumpridos três mandados de prisão e 19 de busca e apreensão.

A operação faz buscas nas casas dos acusados, no gabinete do prefeito, nas sedes de oito empresas de ônibus que prestam serviço ao município, além de escritórios dos consórcios Transoceânico e Transnit, e do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (SETRERJ).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo