PSDB presidirá Câmara de Santo André com apoio do PT

Por Cadu Proieti - Metro ABC

Dobradinha entre PT e PSDB, opositores históricos da política brasileira, decidiu na terça-feira (4) a formação da nova mesa-diretora da Câmara e o próximo presidente do Legislativo de Santo André. O vereador Pedrinho Botaro (PSDB), líder do governo, assumirá a cadeira que hoje é de Almir Cicote (Avante), também da base do prefeito Paulinho Serra (PSDB).

Completam a chapa governista Bete Siraque (PT), como vice-presidente, Alemão Duarte (PT), o 1º secretário, Ronaldo de Castro (PRB), como 2º secretário, e Luiz Alberto (PT),
3º secretário.

Botaro recebeu 18 votos, sendo quatro de toda a bancada do PSDB (Fumassa, Professor Minhoca, André Scarpino e dele mesmo), quatro petistas (Alemão Duarte, Eduardo Leite, Bete Siraque e Luiz Alberto), além dos demais governistas Edson Sardano (PTB), Fábio Lopes (PPS), Lucas Zacarias (PTB), Roberto Rautenberg (PRB), Rodolfo Donetti (PPS), Ronaldo de Castro (PRB), Tonho Lagoa (PMB), Toninho de Jesus (PMN), Zezão (PDT) e Cicote, atual presidente.

Willians Bezerra foi o único petista a não votar no tucano para a presidência da Casa – ele optou por Bete Siraque e também por parlamentares petistas na mesa-diretora. “Me sinto envergonhado com essa resolução partidária e ver vereadores do PT votando no PSDB”, disse.

Já Sargento Lobo se negou a votar. “Não participo desta votação hoje porque está sendo uma vergonha para Santo André”, disse.

Minhoca foi o único do PSDB a não votar nos petistas para formar a mesa-diretora. “Nesta cidade, a estrela está ficando azul e o tucano virando vermelho, mas eu não”, comentou.

Presa na semana passada acusada de fraudes no INSS, Elian Santana (SD) não participou da votação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo