Extrema pobreza cresce em quase 2 milhões no país, diz IBGE

Por Metro Jornal com BandNews FM

O número de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza cresceu no Brasil entre 2016 e 2017, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira (5). Estudos mostram que 2 milhões de pessoas passaram a viver com cerca de R$ 400 por mês.

Com isso, de um ano para o outro, a pobreza passou a atingir 54,8 milhões de pessoas no país – o que representa 26,5% da população brasileira.

Leia mais:
‘Preço do aluguel tende a cair’, diz futuro secretário de SP sobre redução de burocracia para novos imóveis
TSE aprova com ressalvas contas da campanha de Bolsonaro

Já a pobreza extrema, quando a pessoa vive com R$ 140 por mês, também subiu no período: passou de 13 milhões em 2016 para 15 milhões no ano passado.

O levantamento do IBGE mostra também que a pobreza está concentrada principalmente no Nordeste do Brasil. Quase 45% dos 57 milhões de habitantes dessa região estão abaixo da linha da pobreza. Na região Sul, no entanto, o índice não atinge 13% da população.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo